PUBLICAÇÃO

A epopeia de uma viagem

O País mudou, e muita gente ainda não se deu conta disto. A eleição ficou para trás, seu resultado irreversível, muda a história do Brasil, deixamos de caminhar no sentido da esquerda, para em uma grande virada, irmos para a direita. Pode não parecer muita coisa, mas ruíram-se os castelos de uma grande farsa, e a verdade nua, e crua que vem consumindo, nossas entranhas econômicas, nos obrigava a tomar uma atitude, estava mais do que na hora de mudar.

Só que o orçamento que se tem para trabalhar, foi feito ano passado por parlamentares que não voltaram das eleições, além de que, tem muito funcionário público, ligado à esquerda, que não pode sair agora, só no fim de 2020, e está atrapalhando o governo.

Nada na vida é fácil, quando a coisa está acontecendo sem problemas muita gente desconfia, mas o governo vem enfrentando uma grande pressão tudo que ele faz é motivo de crítica, e não é uma crítica construtiva, mas algo que sempre tenta mostrar incapacidades.

E neste mar de especulações fomos as ruas para obrigar o congresso a votar as reformas, lotamos estas ruas. Tivemos uma segunda vez, mas houve uma diminuição no número de participantes, e depois uma terceira vez com um público pequeno, afinal a eleição já foi, e está na hora de se trabalhar para o crescimento pessoal, e por consequência o crescimento do País.

Era como um quarto chamado, um ônibus para Brasília, havia uma grande dúvida, impeachment, ou CPI da Lava Toga, havia uma grande arrogância, a gente se esqueceu de olhar em volta, de entender melhor o jogo do poder. Um movimento novo, o “Muda Senado”, que prometia trazer 118 ônibus para a praça dos 3 poderes. E neste clima de já ganhou ficamos “Sonhando na beira do caminho”.

Dia 25, o ônibus se aproxima de Brasília e o “sol de primavera, abre as janelas do meu peito, a lição sabemos de cor, só nos resta aprender”.....( Beto Quedes)

Depois deste sol, o dia ficou nublado, chegamos com 30 minutos de atraso, mas uma surpresa nos aguardava.... Cadê os outros ônibus, os 118, que estavam chegando, os 60 que viriam de Goiás, nada, éramos a esperança do País, chegamos para representar os anseios do povo que sonha com um Brasil melhor. Na Praça dos 3 Poderes não tinha cem pessoas, poucos vieram, e ao lado do STF uma faixa de Lula livre, e dois petistas, missão dada deve ser missão cumprida, eu vou a câmara ver meu crachá de imprensa, e no tempo perdido não presenciei o que aconteceu, e estou aguardando os envios das imagens para gerar um outro vídeo.

Dos 26 senadores do Muda Senado, ao que parece só 5 compareceram na Praça, teve um ou dois deputados federais, os bonecos gigantes estavam do outro lado do congresso, e nem duzentas pessoas estavam ali para protestar ao invés de um milhão como sonharam os organizadores. O que houve??? Não era um protesto organizado pelo Presidente, e sim organizado por senadores. Mas a lição que a gente sabia de cor foi esquecida, não se falou com o comandante da guarnição que protegia o STF, não se comprometeu a se fazer um protesto pacifico, e ordeiro. Não veio no ônibus, mas na praça tinha tomates e ratos de plásticos que foram jogados na direção do STF até que quando dois tentaram invadir a área de segurança no entorno do STF, e uma pedra atingiu um policial, veio a hora de se aprender a conviver com tiro, porrada e bomba.

Nossos idosos perigosos sofreram com o gás, lembre metade do ônibus era de idosos que vieram representando a família, a moral foi lá em baixo, alguns passaram mal, no entanto apesar do sofrimento tem dentro de cada um o orgulho de estar ali, representando uma nação. O grupo se reagrupa na frente do senado e faz ali o protesto certo, sem enfrentamentos, com música e alegria.

E aí ele volta a surgir, e nos sorri mais uma vez.........o ódio que separa, deve ser substituído pelo amor da união.......Sol de primavera, abre as janelas do meu peito.........

À noite, uma surpresa, encontramos com Fernando Melo, que nos disse, devemos ser amigos, mas trabalharemos separados, com pauta comum em favor do Brasil. E as 4 correntes oriundas do Prosul começam a se unir..... No dia seguinte começamos bem cedo, este foi o real motivo de muitos terem vindo, o encontro com o Presidente.....

 

Depois fomos para o senado entregar assinaturas pedindo o impeachment de membros do STF. E aí outro incidente marca a visita do grupo ao Senado. Enquanto se ajustava as últimas assinaturas um grupo foi visitar o gabinete do senador Major Olímpio, na frente de seu gabinete tem o gabinete de e um senador do PT, que saiu de lá provocando o grupo, afirmando que eles queriam a volta da ditadura, até que todos foram para a polícia legislativa, onde o grupo por ter entre seus membros diversos advogados, fez um BO contra as atitudes deste Senador, como eu não estava presente aguardo as imagens para fazer outro vídeo.

Depois do almoço volto ao Congresso, e encontro com a Isabella Trevisani, onde tentei gravar com ela, mas a falta dos óculos, deixa a imagem embaçada, e só aproveito o áudio, ela pode ser presa por ter ofendido o STF, e junto com ela está o General da Reserva Paulo Chagas, e ai os poderes vão conflitar, e a ameaça de intervenção vai continuar, vão fazer de tudo para forçar o Bolsonaro a fazer do Brasil uma ditadura. Então voltamos para São Paulo.

Uma volta difícil, o engarrafamento é grande no eixo de Brasília, pela internet se acompanha a votação no STF, e a revolta volta, porque o STF, vai soltar todos os presos do Brasil? Teríamos o fechamento do STF? Ou teremos de voltar semana que vem com outro protesto? O ônibus era um fórum aberto do que se poderia fazer, até o final do julgamento ser adiado.

Uma análise de tudo, nos leva a um novo trem da nossa história, tudo que o STF fez foi para provocar uma intervenção militar, a ideia é fazer o governo Bolsonaro perder seu status de democracia, e transformar a prisão de Lula em um ato político, e não em julgamento de um crime. Quem sabe potencias estrangeiras resolvam invadir o País, e derrubar o governo Bolsonaro, colocando o condenado Lula como Presidente, já que pelo voto hoje ele não ganha de ninguém. E Dias Toffoli passa a ser a grande estrela do PT.

Mas será bem interessante, ver o Lula Livre, de tornozeleira eletrônica, tendo de trabalhar, e bater ponto toda noite. Nosso Presidente conhecido como pavio curto, nos dá uma aula de paciência, deixando para o STF resolver os problemas que eles criaram. Se eles não resolverem estas lambanças, aí sim ele intervém para solucionar os problemas.

Uma história que poucos perceberam, nosso Presidente com atitudes de estatista, decisões que mostram uma nova fase para o Brasil, o ódio deve ser deixado de lado, o amor deve unir as pessoas, e na união o novo trem Brasil vai passar, levando o País a ficar entre as cinco maiores economias do mundo. Não temos de brigar, não temos de tentar fazer, e acontecer, temos apenas de apoiar, temos de continuar a usar a nossa maior arma, que é nosso voto. As pessoas que não querem nosso bem, não merecem nosso voto, temos de ocupar os espaços, sem ódio, mas com o amor da reconstrução, queremos ser felizes, vivendo em um novo Brasil.

“Quem perdeu o trem da história por querer, saiu do juízo sem saber, foi mais um covarde a se esconder, diante de um novo mundo”....( Beto Quedes)

Agradeço a FBCon pela oportunidade da viagem, de poder estar vivendo está transformação, o trem da história está em marcha, venha se juntar a este novo Brasil, vamos mudar, e apoiar com inteligência, o poder que emana de nós, vai voltar para juntos termos um Brasil melhor.......

Só ficou uma frustração, ali diante dele não pude falar, dar um recado de meu amigo João do Santo Cristo....”Ele queria é falar pro Presidente, pra ajudar toda esta gente, que só faz sofrer”.... (Renato Russo)

Carlos Senna Jr

MTB 32447/RJ

carlossennajrjornalista@gmail.com

07/10/2019 10:42

Deixe seu comentario:

R.A.W. - Portal de Notícias Revista Amigos da Web.
Jornalismo independente da política à cultura, em vídeos, fotos, e artigos. A mídia de tudo, para todos.

© 2007 - 2017 Todos os direitos reservados. Design by: Realidade Virtual