PUBLICAÇÃO

Flávio Bolsonaro Culpado ou inocente?

Eu não gosto de falar, mas estamos vivendo um momento triste. Triste porque em início de governo, onde a esperança no futuro é bem forte, tem gente querendo que tudo dê errado, para poder dizer que no passado vivíamos na eterna felicidade. Não importa se tem pessoas desempregadas, e sofrendo muito, importa a grande mentira, o passado que parecia glorioso, mas desmanchou na corrupção que se escondia atrás de decretos e inúmeros favorecimentos ao mal empresariado.

Digo mal empresariado, pois por mais que eles trabalhem, o pôr de baixo dos panos, garante para eles, o sempre se dar bem, e este se dar bem, colocou o povo na sofrência, apesar de sempre eles falarem na vitória popular, eram políticos, e maus empresários que sempre levavam vantagem em tudo. E o povo sofria no hospital, na escola do filho, na falta de oportunidades, e numa explosão de indignação trocou seu voto mudando boa parte do Brasil.

E nesta hora, a mídia deixa a neutralidade de lado, e faz de pequenas frases, um grande problema, tudo parece um imenso escândalo. Depende do modo como você olha para o caso, posso até estar enganado, mas como eles viram culpa em tudo, eu vejo algo plenamente justificável.  

Então deixando o ódio de lado, deixando as críticas de lado, abro meu coração, para encontrar o caminho da paz, da construção de uma nação, do futuro. Muitos, se esquecem de que quanto pior ficar, todos continuamos na sofrência, no subdesenvolvimento, e na incapacidade de se ter a união de todos, para levar o Brasil à frente. O cada um por si, ou o quanto mais pior, melhor, nos deixa na fragilidade de não saber votar, ou na impossibilidade de escolher políticos honestos.

Outro dia vi um filme, sobre a liberdade de imprensa nos EUA, baseado em fatos reais, o filme mostra que foi feito um estudo sobre a guerra no Vietnam, e desde o início os Estados Unidos, sabiam da impossibilidade de vencer a guerra, mas eles alardeavam ter a maior Forças Armadas do planeta, e mesmo sabendo da possível derrota, a guerra virou uma frequente escada eleitoral, e cada vez mais jovens eram enviados para morrer. Até que um dia este relatório vazou, o New York Times começou a publicar, e o governo alegando ser um problema de segurança nacional, conseguiu uma sentença para suspender a publicação, só que a sentença proibia o New York Times não se referia a outros jornais. O relatório vazou para o Washington Post, que ficou diante do dilema, se publicasse podia entrar no mesmo processo, e perder seu lançamento de ações na bolsa, ou se calar curvando-se à vontade dos poderosos. Eles publicaram, em uma semana o caso foi para o supremo, que declarou que a liberdade de imprensa está acima dos segredos de Estado.   

E aí começa o meu drama, como mostrar isso as pessoas que parecem cegas e também estão condenando, eu como jornalista tenho de ser isento, mas não posso me calar diante daquilo, que me parece ser uma grande injustiça. Só que não quero parecer estar pendendo para um lado, mas o outro lado está me enjoando, por querer o fim de tudo de bom que este País tem. A frase do momento é: todo o corrupto deve ser preso, ou se é corrupto tem de sair, com referência ao problema do Flávio Bolsonaro.

Convido a todos a uma reflexão do problema, onde vamos mostrar erros e acertos do Deputado Flávio Bolsonaro.

O caso foi denunciado pelo COAF, movimentações estranhas na conta de um assessor, mas o mesmo COAF, que não percebeu os milhões e até bilhões que foram sacados, e descobertos na operação Lava Jato.

Depois está sendo investigado pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, o mesmo que não viu nada de errado nos governos de Sergio Cabral, ou o do Pezão.

Tudo deveria estar sob sigilo, mas o encontro entre um jornalista da TV Globo, e o atual procurador chefe do MPE, em um restaurante, fotografado por muita gente, mostrou que o dito sigilo, era tudo que não ia acontecer.

Todos estes ingredientes juntos, levaram somente o gabinete de Flávio Bolsonaro à berlinda, deixando de lado os outros 70 gabinetes, onde as mesmas movimentações aparecem e muitas vezes com volumes financeiramente superiores. Mas isso deve ser normal? Ou o certo não seria denunciar todos juntos? Só que existem 2 detalhes que não podem passar despercebidos:

1 - Toda a movimentação suspeita se referem as contas do Queiroz, se ele admitir sua culpa, o nome do Flávio nem entra neste processo.

2 - As movimentações financeiras suspeitas acabam quando o Queiroz deixa o gabinete, ao contrário de outros gabinetes onde outro assessor assumiu o esquema.

Não satisfeitos continuaram a buscar erros, agora nas contas do Flávio Bolsonaro, e descobrem uma série de depósitos feitos em um caixa eletrônico ao lado do posto bancário na ALERJ. Pronto encontraram uma movimentação suspeita, agora se derruba um senador.

O que não é tido ao público é que o posto da ALERJ só atende a deputados e alguns assessores, eu não posso entrar ou usar este posto. E se tem 3 deputados lá dentro, não entra mais ninguém, o 4º deputado que espere no seu gabinete, então seu assessor encarregado de fazer o deposito só tem duas saídas, ir para outra agencia, que fica 3 quarteirões depois, correndo o risco de ser assaltado, ou depositar no caixa eletrônico dentro da ALERJ, que como todo os outros caixas eletrônicos, tem o limite de depositar dois mil reais por envelope. Se ponha no lugar deste assessor qual das duas opções você escolheria? 

 

Mas da onde veio este dinheiro? E aí chegamos ao erro do Flávio, um erro que todos cometemos. O dinheiro vem de uma operação imobiliária, onde o Flávio comprou uma cobertura na planta, pagando um pouquinho por mês, prédio pronto, o imóvel cresce em seu valor. Ele troca a cobertura por dois imóveis pequenos, mais uma quantia em dinheiro, tudo comprovado, mas as contas não fecham, porque ele fez, como quase todos fazem. Ao registrarem a operação imobiliária em cartório, os valores declarados não correspondem à realidade, são bem inferiores, assim todos pagam menos impostos. E este pequeno ato, gerou a acusação do MPE, dele ter imóveis, além de sua capacidade de compra.

Basta falar a verdade, pagar imposto sobre a diferença, e seguir em frente. Quem que já teve a oportunidade de comprar, ou vender um imóvel, e não fez isso??????Se não fez poderia atirar a primeira pedra, mas como todo mundo faz devemos pedir cadeia a todos????? E boa parte do Brasil irá para a cadeia.

Só tem gente que vive sonhando em derrubar um presidente pelo simples fato dele não ser de sua linha ideológica......

E aí o caso do mal-uso da verba pública que cada partido recebeu, houve de tudo menos democracia, pois na democracia o princípio da igualdade é respeitado, mas o que se viu foi tudo para poucos, e nada para a maioria. Ou se acaba com o uso de dinheiro público em campanhas políticas, ou se divide o valor por todos os candidatos, inclusive se tiverem candidatos sem partido, assim mais justo para todos. Tem 18 partidos envolvidos, no caso de laranjas, fora os partidos que diminuíram a nominata, para dividir com pouca gente, a verdade é que isso são dois assuntos diferentes, e porque juntei? Porque mais uma vez só se fala de um, deixando os demais partidos de fora.  Não importa o partido, não importa a ideologia, o mais importante sempre será o melhor para todos, e que nossos políticos e nosso povo deixem as picuinhas de lado, e trabalhem neste sentido. E a novidade agora é investigar todos que trabalham, ou trabalharam para os Bolsonaros se encontrar alguém com um passado nebuloso, ou parentesco com gente ruim, criarão um novo escândalo.

Obs. 1 - Estou em campanha para aumentar minhas inscrições no Youtube o problema todo está que no início eu não ligava para isso, achava que ia te encher o saco pedindo para se inscrever, mas hoje dentro do Youtube, eu preciso disto para ter destaques. No geral, tenho um excelente número de visualizações, de tempo das pessoas assistindo os vídeos, de compartilhamento, das pessoas que marcam gostei, agora de comentários um número razoável, mas de inscritos, um número inexpressivo. Então o jeito foi fazer esta campanha, e se você também precisar avise, que me inscrevo em seu canal. Para se inscrever basta ter uma conta no Gmail. Muito obrigado. https://youtube.com/user/revistaamigosweb

2 – Em dezembro do ano passado criei um grupo no Facebook com o nome Rio de Volta aos Trilhos, com o objetivo de publicar ali algumas notícias ferroviárias, de outros sites, e da grande mídia, que não posso publicar em nosso site. Só que por causa de uma gripe estranha, não fiz a campanha desejada. Convido a todos se quiserem a entrar no grupo, ali vocês poderão acompanhar tudo a que se refere ao mundo ferroviário, com as notícias em geral. https://web.facebook.com/groups/2105320353112313/

 Esta semana ao mostrar o site em um grupo de zap, teve gente que estranhou o fato do site não estar pronto, e achar que o Rio de Volta aos Trilhos era uma iniciativa exclusiva. O Rio de Janeiro tem cerca de uns 20 movimentos sociais de apoio ao trem, na criação do site conversei com 12, e bastaram 5 assinarem para eu colocar o Fórum Rio de Volta aos Trilhos em um site, como falei acima, uma estranha gripe que ainda não foi embora, me impediu de fazer o trabalho desejado no verão, mas aos poucos tudo vai ficar em dia. Conheça: riodevoltaaostrilhos.org   e  institutoamigosdaweb.org

Carlos Senna Jr.

MTB 32447/RJ

carlossennajrjornalista@gmail.com

 

24/02/2019 15:54

Deixe seu comentario:

R.A.W. - Portal de Notícias Revista Amigos da Web.
Jornalismo independente da política à cultura, em vídeos, fotos, e artigos. A mídia de tudo, para todos.

© 2007 - 2017 Todos os direitos reservados. Design by: Realidade Virtual